· ,

1970-01-01 -
Manocchio aposta em pedal forte (foto: Paulo Gomes#8260; webrun.com.br)
Manocchio aposta em pedal forte (foto: Paulo Gomes#8260; webrun.com.br)

Direto de Florianópolis– Dois dos candidatos ao título do Ironman Brasil 2013 investiram na mudança de diversos componentes de suas bicicletas para a prova de domingo (26) na Ilha da Magia. Cuidar dos mínimos detalhes pode significar um ganho sensível de velocidade e desempenho.

Guilherme Manocchio bateu na trave nos dois últimos anos. Foi 2º em 2011 e 4º em 2012. O equipamento pode ser um dos muitos diferenciais para esta edição. “Estou com o câmbio eletrônico Dura Ace Di2, antes usava manual. Além de ser mais leve, ele responde mais rápido nas trocas (de marcha) e elas são mais precisas. É o primeiro ano que estou usando”, conta o brasileiro.

“Já estou dominando (o manuseio), com certeza é bem melhor. Parece até videogame, você só encosta e já troca a marcha automaticamente”, prossegue. Nas rodas, também Dura Ace, Manocchio optou por uma fechada atrás e uma de 75 milímetros na frente.

Eduardo Sturla busca pentacampeonato em Florianópolis - Foto: Paulo Gomes/ Webrun
Eduardo Sturla busca pentacampeonato em Florianópolis – Foto: Paulo Gomes/ Webrun

O argentino Eduardo Sturla, tetracampeão em Floripa, mexeu pouco, mas também trocou o câmbio para o Di2. “Ainda não consegui mudar quase nada, mas estou com o Dura Ace Di2 com dez velocidades e mantive todos os componentes que tinha no ano passado para essa prova”, afirma.

Segundo o triatleta, que compete o triathlon catarinense pela 11ª vez, sua bike está muito boa e leve. “A roda infelizmente não chegou a tempo. Mas a preparação foi muito boa”, diz Sturla, referindo-se à sua mudança para o Rio de Janeiro.

Este texto foi escrito por: Webrun